Les Crazy Coconuts

Vamos tornar isto simples tal como a fórmula que está por detrás dos Les Crazy Coconuts. Tudo começou quando a dançarina Adriana Jaulino convidou Tiago Domingues para entrar num projecto que pretendia juntar uma bateria ao ritmo frenético do sapateado. Mais tarde Gil Jerónimo juntou-se e o grupo ficou completo.

A banda apresenta o seu primeiro trabalho, intitulado Les Crazy Coconuts, lançado pela OMNICHORD Records. O álbum conta com 10 faixas. Este álbum já teve singles com Belong ou Speed Shoes mas comecemos pelo início. O disco começa com uma intro que pretende instruir os ouvintes sobre o que se vai passar nas restantes 9 faixas. A segunda malha do álbum o single Belong, uma faixa com ritmos roque. Segue-se Words Unsaid, um tema indie com um solo de sapateado brilhante. A faixa quatro do álbum é Speed Shoes que foi o segundo single deste álbum, há apenas uma palavra para definir estar faixa: electrizante. Myself é a quinta música do trabalho que conta com uma melodia inicial bastante viciante, dando conta ao ouvinte de estar no cosmos. É tempo de dar corda aos sapatos! A música seis é Define. Humam Radio Station é um instrumental electrónico e bastante dançável. Em Party Dancer voltamos outra vez às sonoridades indie. Sailormoon é talvez o tema mais calmo desta longa e bonita viagem, que chega ao fim com a música Closing Credits.

[youtube width=”500″ height=”370″]https://youtu.be/m822DbPUvss[/youtube]

[youtube width=”500″ height=”370″]https://youtu.be/a56nZbZdciM[/youtube]

No curriculum da banda estão festivais como o NOS Alive, o Indie Music Fest, o festival espanhol Monkey Week ou em grande salas como o Coliseu do Porto.

 

Para mais informações sobre os Les Crazy Coconuts ou sobre a editora deve aceder ao site da OMNICHORD Records. O álbum está também disponível no iTunes.

0

Comentários

Comentários

Leave A Comment

Your email address will not be published.