Simple Minds – o passado em Loop no Coliseu do Porto

Domingo junta sempre vogais pouco aprazíveis. Disso não temos dúvidas. Mas quando a ele se juntam as palavras “Simple Minds”, compreender o desfecho que o fim-de-semana teve é mais fácil. (Não fossem eles os descomplicados!) Sala cheia, lotação esgotada e uma plateia com o relógio acertado. Em palco, os escoceses também não falharam os ponteiros e às 21h ouviam-se os primeiros acordes de “Let the Day Begin”. E assim se cumpria a marcha nupcial para um Coliseu que, ainda frio, aqueceu depressa, entre palmas e refrões entoados em tempo certo.
Sempre com a simpatia cordial de Glasgow, Kerr e a restante banda nunca desviaram o olhar da plateia, dos camarotes e das tribunas. Sorrir, piscar o olho, cantar para eles: e só por isso já valeu o bilhete. Os mais tímidos permaneceram sentados, queriam-se confortáveis. Os restante ficaram no abrigo da música e, na fila da frente, havia bandeiras com assinaturas, braços ao alto para receber todos os acordes. (e, claro, telefones erguidos para registar o feito). E foi entre essa algazarra dançante que “Waterfront” carimbou os ecos do Coliseu que entoaram “so far, so good” na letra de uma música homónima ao momento.
Queriam-se os êxitos em repeat mas o coração não aguentava. Por isso, o intervalo de 15 minutos foi fôlego no desejo de pernoitar nesta viagem musical, numa Tour que começa em Portugal e se estende, durante o ano de 2015, pelo resto da Europa. (e “só por isto já somos especiais”, dizem alguns, em conversas casuais).
Duas horas, um intervalo e um encore. Dois casacos, um palco que foi pista de dança e refrões que transportam à juventude romântica dos acordes melódicos, garantia certa para um Coliseu esgotado e “Hypnotised”. Porque, assim, é fácil não esquecer, já o Jim o dizia.
E se a intenção era a de apresentar “Big Music”, o novo álbum e o 16º numa viagem de 40 anos, os aplausos não deixaram a banda indiferente e grande parte do alinhamento foi uma analepse pelos gloriosos anos 80. E mesmo em véspera de semana laboral, o público não descolou deste loop que confirma que os Simple Minds continuam “Alive and Kicking”!
Texto/Imagem: Ana Guedes
[galeria]
0

Comentários

Comentários

Leave A Comment

Your email address will not be published.